Páginas

Make It Right: The Series





Título: รักออกเดิน;  Ruk Auk Dern;
Também conhecido como: Make It Right: The Series season 1
Diretor: Rachyd Kusolkulsiri
Escritor: ?
País de origem: Tailândia
Idioma original: Tailandês
Formato: Serie de Televisão
Gênero: Comédia.Romance.BL.Yaoi.Adolescente.Drama,Juventude.Amizade
Episódios:12
Canal: canal 9 network/ MCOTHD/ Line TV
Período de Transmissão: 15.05.2016 -> 31.07.2016
Horário: Domingo 20:50 (8:50 PM)  -> 21:45
Tema de abertura:"I Believe True Love Exists" (Thai: เชื่อว่ารักแท้มีจริง) sung by Gun Achi
Tema de Encerramento:"About Last Night" (Thai: เรื่องเมื่อคืน) sung by Tea Namcha
Trilha Sonora Original: Make It Right: The Series Ost

Sinopse

Fuse é um rapaz gentil e sensível, que tem uma vida tranquila e normal na escola. Ele tem seu grupo de amigos e uma namorada. Em um dia fatídico, descobre a infidelidade de sua namorada. Chocado, mas sem coragem de terminar com ela, o rapaz se afoga nas mágoas e na bebida em uma noite com os amigos tentando esquecer. No entanto, depois de um porre homérico, acaba fazendo sexo com um colega da escola, Tee. Ao acordar no dia seguinte e descobrir-se dividindo a mesma cama com outro garoto, Fuse descobre que sua vida nunca mais será a mesma.Como é que ele vai lidar com seus novos sentimentos por um outro menino e quantos outros meninos lutam com os mesmos sentimentos no dia-a-dia em sua escola?

Baseado no  popular romance BL "Make It Right", este drama segue as aventuras e vida amorosa de estudantes do ensino médio.



Elenco

Krittapak Udompanich (Boom) como Tee
Peemapol Panichtamrong (Peak) como Fuse
Pawat Chittsawangdee (Ohm) como Frame
Sittiwat Imerbpathom (Toey) como Book
Manasaporn Chanchalerm como Jefing
Wichawet Ua-Ampon como Tan
Rattaporn Sukpun como Muk
Manapat Techakumphu como Nine
Boonyakorn Ratanaumnuayshai como Tank
Sutiwas Wongsamran como Yok
Rathavit Kijworaluk como Wit
Jirapun Nonthanee como Es
Vichapol Somkid como Lukmo
Phiravich Attachitsataporn como Champ
Banyada Inthapuch como Jean


Dorm Review:. Olá dorms, a resenha para vocês hoje, é sobre Make it right uma serie tailandesa baseada no romance de mesmo nome em estilo yaoi; [Yaoi/BL (também conhecido por Boy's Love [Amor entre garotos], ou simplesmente, BL, é um gênero de Anime (Animação japonesa) no qual se apresentam relações homossexuais entre homens.Que também se estende a series e filmes de temática leve e suave)], e como sempre vou tentar ser imparcial e manter uma distancia critica da historia e de seus personagens, é serio vou tentar, não sei se vou ter sucesso mas vamos nessa neah! "mais risos sonoros agora, e bailando ao som das Wonder girls kkk"

Resenhando, Make it right é uma ótima serie para quem gosta de yaoi, muito romance teen e casais adolescentes, assim como eu amooooo, afinal estas series tem predisposição por proporcionar momentos muitos fofos, é um paraíso repleto de garotos loves, e para quem não conhece vai ficar encantado e curioso pelo enredo e seu desfecho  final, pois a temática e leve, fresca e juvenil, toda a vez que eu vejo aqueles uniformes azuis...lembro de uma historia diferente. Independente de ser uma historia yaoi o roteiro foi bem leve e exaltou o amor e a necessidade dele nas vida da gente, e como é conflitante amar sem se preocupar com a sociedade a sua volta, hostilizando e criticando suas escolhas. e também admiro muito estes atores que as vezes mesmo não sendo LGBT (LGBT é uma sigla que compreende todos os indivíduos que em nossa sociedade são classificados como homossexuais, ou seja, Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros.) e tem a coragem de atuar tão lindamente para nossa alegria e perpetuar historias tão expressivas.


Cuidado você pode considerar Spoiler/Spoiler/Spoiler!!!!!!



Mas voltemos ao lado fresco e entusiástico da historia, com esta "Regra geral" Não exagere na bebida [risos]e quando lhe disserem que bêbado você não tem dono! acredite é verdade!!! Fuse (Peak) o nosso personagem principal que o diga "[rindo mais uma vez], não é bem assim o ditado mas não vou destruir o frescor do meu texto, neah!!!


A historia fala sobre uma noitada de final imprevisível feita por Fuse, um dos nossos garotos love. O fuse não me conquistou no começo por não ter uma aparência...como dizer... BANG!!! de ser;  e por ser um pouco sem graça nos primeiros momentos, (achava eu, ó ledo engano), mas depois de lhe dar outra chance, e observar melhor, ficamos bem, [gargalhando muito agora]. Tão bem que esperava ansiosa cada episodio e cada cena para ver como ele ia reagir aos sentimentos de aceitação em relação ao Tee, momentos estes que depois se transformaram em cenas muito fofas e românticas, assim como todo o bom romântico apaixonado ama. Mas que transpareciam os dilemas que ele enfrentava internamente por tais sentimentos que cresciam.









Ps: Me descobri apaixonada por clichês, não que a serie seja uma clichê mas como todo bom romance tem suas cenas rotineiras, mas nada neste thai-drama é tão rotineiro assim. Teve momentos em que fiquei com raiva do Fuse pela covardia dele em relação a namorada traidora, mas amava cada demonstração romântica entre ele e o Tee, assim como as demonstrações de amizade e companheirismo cômicos da historia e dos personagens. houve momentos de birra interna com um ou outro personagem, mas você acaba se envolvendo tanto com historia, que até os personagens menos aproveitados ou  digamos não tão importantes do roteiro se tornam necessários para o fluxo de toda a trama ou para dar uma graça acrescentada a um final ou começo dela.



Particularmente foi hilario ver o Fuse andado por ai segurando o traseiro depois da noite que teve, situações mais engraçadas ainda foi ver ele tentando esconder dos amigos que havia transado com um garoto (momento maldosaaaa, sorry dorms não resisti), ainda mais quando eles começaram a falar sobre a teoria dos peidos e qual a diferença de seus sons, em héteros e em homossexuais, gente muito hilario, eu só ficava olhando as expressões que o coitado fazia a cada nova teoria, e a natural adesão e introspecção ao personagem, afinal para um novato em series de TV ele se saiu muito bem. E as conjecturas loucas que com certeza povoavam sua mente naquele momento expressas em sua face, eram claras e bem reais. E a cena do Ambulatório com na tentativa de aliviar seu sofrimento foi bem sugestionada.
Mas deixando o engraçado de lado, o Fuse mostrou como um garoto pode ser sensível, e me fez pensar que para os jovens tailandeses falta muita comunicação, pois mesmo convivendo com a pessoa diariamente as vezes eles não as conhecem nem um terço do que deveriam, e que tudo em sua vida é uma constante surpresa mesmo entre amigos tão próximos.
O Fuse e aquela parte de uma relação juvenil, explosiva e temperamental que passa muito tempo pensando em como fazer e quando vai ver já fez e não sabe como voltar atrás, mas tudo de uma maneira apaixonada, intensa, romântica, desastrada e super sensível. Um personagem bem carinhoso e um pouco carente.













Vamos conhecer um pouco do Tee,....Em mais um momento surto "Ô garoto fofo", 'ai aqueles lábios', mas gente para que esta maldade de boniteza, [foi mal, me empolguei agora, os pompons sacudiram, risos]. Me cortava o coração em ver a carinha que ele fazia quando se sentia culpado ou distanciado do Fuse, ver como ele se sentia confuso com seus sentimentos que não achava natural, mas não podia para-los, também foi bom ver ele deixando o Fuse constrangido perto dos amigos, mostrando um lado mais cômico do personagem, pelo simples fato de ser divertido, definitivamente o amor dele foi muito bonito, destemido e ao mesmo tempo covarde e cheio de segredos e alguns mal entendidos. O Tee mostra como é a sensação e reação de alguém que deixou seus sentimentos falarem mais alto, e que por um momento de loucura se deixou levar, acabando por extravasar uma afeição que ele guardava somente para ele. E de um momento para o outro os expõe para o mundo, sujeitando sua decisão a um julgamento. As cenas de ciumes dele também são belas e fofas, porque ele acaba fazendo o papel 'd-outro' na vida do Fuse e da namorada Jean, (ou é ela que se torna a outra na relação dos dois meninos, a se pensar por um momento), [risos].



Apreciei dentre tantos momentos românticos e surtantes o episodio em que de certo modo ele coloca o Fuse contra  a parede sugestionando expressivamente se afastar de sua vida, o interessante é a forma que ele atuou em cena, para nos fazer sentir este impasse. Verdadeiramente um amor juvenil. O Tee é aquela pessoa que no relacionamento faz tudo pelo ser amado, até mesmo se afastar para deixa-lo confortável, mas que quando estão juntos não gosta de dividir suas atenções, isto fica muito claro quando o nosso pivosinho do primeiro ano tenta iniciar um triangulo amoroso [ou será um quadrado, confusa total por um momento..passou] se intrometendo na historia dele e do Fuse. Outro momento de ousadia louca e apaixonada do Tee foi no cinema, também foi lindo ver o quanto ele apoiou e deu forças ao seu amado, não deixando ele sozinho nem com suas lagrimas. O ator (Boom) que atua como Tee causa certa irritação pela fala mansa e pastosa particularmente forçada [para mim ] no começo mas com o decorrer da historia você vê que esta maneira de falar e seu modo de atuar condiz e se assimila ao seu personagem pelo jeito calmo e devotado de ser, e acaba soando como uma brisa suave entoada e unida a este romance. O Tee é aquele namorado romântico e devotado que muitos gostariam de ter.


Agora vamos falar do nosso pivosinho 'Rodtang' que sinceramente quando apareceu pela primeira vez em cena, me deixou muito surpreendida pela semelhança que este garoto tem com o Nadech "Barry" Kugimiya (Ator de The Rising Sun Series) gente é a versão dele em miniatura, forma de dizer por que de pequeno este menino não tem nada, em pleno 1,68 de altura e com aquele rostinho sapeca....Atua muito bem apesar de achar meio forçado em alguns momento, ele ficou uma graça se esforçando para receber a atenção do Fuse, mesmo quando ele descobre sobre a namorada dele, e ainda mais quando percebe a relação diferente entre Fuse e o Tee. Tang 'Rodtang' é a parte desbravadora da serie o exemplo da impetuosidade juvenil, [falei bonito agora, risos],  aquele tipo de pessoa que enfrenta qualquer coisa para ter o carinho do ser amado e se torna uma verdadeira pestinha quando percebe que não passa de um querido amigo próximo, aquele que se apaixona a primeira vista e transforma o ser amado em seu mais querido herói. É bonito ver ele desabafando com o seu veterano P"nine, ele não é uma vilão mas é como se fosse aquela abelhinha zombeteando na sua orelha de vez em quando, [estou gargalhando agora]. e acaba se tornando uma abelhinha querida, não uma odiada como muitas que se tornam aquelas vespas perigosas, suas investidas não deixam o personagem agressivo com isto fazem com que ele se torne encantador e corajoso, faz a gente pensar que mesmo sem o amor de quem amamos se pode desfrutar de momentos bonitos ao seu lado, se você tentar. E se ele não der certo é só seguir em frente e continuar andando.


P'nine ainda é uma sutil incógnita, se eu não soubesse que terá uma segunda temporada teria ficado muito irritada pelo pouco aproveitamento dele, um personagem que você vê os sentimentos de modo mais suave e cheio de vergonhas, mas que aparenta ter muito a fazer na historia mesmo que nesta fase seja de maneira sútil e rabugenta, para se mostrar presente ao Rodtang e persegui-lo por sua indisciplina. Ele mostra -se como um lobo em pele de cordeiro, mas um lobo bem esperto.......e que vai mordendo sua presa aos poucos para ela não notar a mordida triunfal no final.


Agora vamos falar da falsiane do drama a Jean (Banyada Inthapuch), desculpa gente mas a antipatia por este personagem foi imediata (e também pela atriz, meio sem sal, mas como não conheço muito de seu trabalho vamos deixar assim..por enquanto), não tem como ser tão imparcial assim, neah...ô mulher falsa, eu sabia que as pessoas pelos países da asia por não adentrarem tanto na intimidade uns dos outros geralmente desconhecem seus relacionamentos afetivos a não ser que eles falem ou mostrem uns para os outros, afinal eles tratam e vivem como vidas separadas família, amigos e relacionamentos amorosos. A serie mostra muito isto os segredos que os jovens tem uns com os outros. Mesmo estando em um relacionamento, ou as vezes em vários ao mesmo tempo, mostra a falta de comunicação em demasia. Mas a Jean é muito falsa gente, como você pode demostrar estar apaixonada por alguém enquanto sai com outro, é como se Fuse fosse seu porto seguro, que ela pode sair por ai borboleteando, mas sempre vai ter aquele garoto babando apaixonadamente por ela quando voltar.


Mas de-repente tudo muda quando ela percebe a presença constante do Tee na vida deles e acaba ficando muito intrigada, depois de notar que  suas tentativas em chamar a tenção de seu namorado estão ficando frustadas, e que seus sentimentos já não carregam o mesmo calor romântico e apaixonado de antes, fazendo-a perceber aos poucos que não ocupa o mesmo lugar no coração de Fuse. Apesar de suas aparições serem poucas ela sempre chega ou causa alguma reação expressiva na vida do Fuse e do Tee. Não tenho muito oque dizer deste personagem a não ser a indignação entusiástica do texto acima, pois afinal a serie não deu tanta enfase e destaque a seu personagem nesta primeira temporada. Só nos faz sentir um antipatia preliminar pela personalidade traiçoeira e cínica do dela.



Momento Dorm Casais

P'Tee & P'Fuse

Muito fofo ver os dois juntos, achei uma boa química entre o casal,  ainda não totalmente perfeita, apesar deles se entrosarem muito bem em cena, e levando em conta que nem se conheciam antes da serie, foi refrescante ver as cenas românticas que assim como em todos os lakorns parecem bem autenticas, mesmo você tendo certeza de que é pura atuação (claro que você as vezes surta e acredita que é real, neah..mas é normal tiéte é tiete poxa!!). E aos poucos você vai amando e torcendo pela felicidade dos dois. E se divertindo ao longo do caminho com os momentos engraçados e conflitantes da serie. É claro que as locações ajudam muito a tornar as cenas mais

envolventes  e expressivas, por sinal todas de uma coerência cotidiana natural. Esse casal love proporcionou cenas muitos românticas e até mesmo em seus impasses sentimentais não deixa o telespectador com aquele sentimento de monotonia quando estão juntos.


P'Book & P'Frame

Inicialmente o personagem do Frame, aparenta ser um Playboy viciado em pornografia, mas aos poucos você vai entendendo o personagem e notando que ele só está tentando se desligar das relações serias, usando o sexo como um escudo, e oque na verdade ele procura é um amor sincero que não o faça sofrer como no passado [Amor sem sofrimento meio difícil, risos..mas ele é jovem pode sonhar...neah], O inusitado relacionamento deles começa quando uma desilusão amorosa de Book (Toey) aquele tipico garoto tímido e inocente , o gênio do colégio, em um mormento impensado para esquecer seu sofrimento, procura um garoto para fazer um programa usando um app comum entre os jovens chamado Jack’d (que realmente existe). É ai que P'Book descobre um dos grandes segredos de Frame, e não tendo como voltar atrás, este momento faz a vida de ambos mudar completamente e seguir em direção a um romance super encantador, formando o segundo casal principal
desta serie. Apesar de sua relação amorosa começar de forma tão inusitada, a personalidade tímida do Book se encaixa muito bem ao jeito elétrico e intenso de Frame. Curando aos poucos as feridas antigas do coração de ambos, e ensinando a eles como lidar com seus novos sentimentos e a exposição deles em meio a seus amigos. Coisa que vai proporcionar muitos momentos tensos, pela desconfiança de Book, e a insegurança de Frame, que podem acabar até com a relação deles (Será??!!). Achei que estes momentos foram muito necessários para o desenvolvimento triunfal e muito energético deste casal tão fofinho...Gente este drama é muito fofo, sei lá quantas vezes já falei a palavra fofo por aqui, mas eu achei. Não consigo evitar estou em modo tiete...Mas voltando a resenha, os atores tiveram uma química muito boa também, oque fez a historia ficar bem espontânea para o telespectador.  Para falar a verdade acho que todos o elenco contrastava de maneira harmoniosa ao longo da historia, é claro que tem suas exceções mas no geral senti entrosamento total. Frame e Book mostram a versão de casal pegação da trama e proporcionam momentos super intensos em sua atuação, pois agem como se um ima os tivesse atraindo um para o outro.
Em alguns momentos a atuação de Frame (Ohm) pode parecer meio forçada da parte dele, e um tanto distraidamente distante do personagem em cena, mas acontece em raros momentos até ele se adaptar ao personagem,  mas nada que fosse  de grande impacto no todo da cena ou na trama ao longo da serie para deixa-la menos interessante.





P'Nine & Tang

P'Nine que no começo aparece como o veterano bobão e sem noção, se mostra aos pouco mais inteligente e sorrateiro do que aparentava, e com demostrações sutis, vai demonstrando seus sentimentos por Tang e isto fica bem claro ao longo da serie. E para um personagem que você não espera muito, vai ganhando um destaque suave até ocupar aos poucos o status de herói na vida de 'Rodtang (Tang)' sem demonstrar claramente seus verdadeiros interesses. Já  Rodtang apesar de ser tão atrevido acaba aos poucos sendo encantado pelo charme aparentemente desinteressado do seu veterano, este pequeno pestinha se mostra mais sensível e devotado do que podemos ver por enquanto...mas sem perder seu lado destemido e ousado. Super ansiosa para ver a evolução deste casal, é lógico que fiquei feliz pelo anuncio de uma nova temporada, não poderia ficar sem um desfecho este propenso casal, neah?! Cada cena fofa deles juntos também se torna uma cena cheia de energia e empolgação. Porque um é a impetuosidade em pessoa e o outro é a possessão enrustida.

Christina & Yok


São os gays assumidos da serie, não são um par romântico, são melhores amigas, a maioria de suas cenas não se mostram tão próximas dos outros personagens, as vezes dividem locações e personagens em comum, por isto suas historias se cruzam em muitos momentos, deixando a nossa interpretação que ainda tem muito guardado para elas ao longo da historia. Estes dois são a prova de que o preconceito nos cerca bem mais de perto do se pensa. Yok sofre um bocado com a perseguição de sua mãe que não aceita ter um filho 'gay' , afinal ela esta mais preocupada sobre oque a família vai pensar sobre isto, esta ai sua desculpa, por excessivamente tentar de todas as maneiras arranjar uma namorada para o filho, ignorando as escolhas dele próprio, ela chega ao  cumulo e desmanchar um dos casais da series incitando a garota a tentar conquistar seu filho mesmo ele sendo gay, e ela tendo namorado, a garota fica tão curiosa e encantada com a possibilidade de seduzir alguém assim, tão impossível. [serio ô menina periguete, eu daria o troféu falsiane para ela mas ele já tem dono, e penso que  a garota ainda pode ter um retorno bem desagradável na segunda temporada, e bem merecido também]...ansiosa para ver o quanto ela consegue...Já Christina e como aquela amiga louca, descarada e atirada, que pelo menos uma vez na vida alguém já teve ou vai ter. E que apesar de sua personalidade depravada é alguém leal e companheira para todas as horas..mas também é aquele pessoa super corta clima..vocês vão entender quando ver a serie..serio não foi intencional mas eu tive dó naquele momento pelo Yok.

Dorm personagens

como toda a serie não se limita aos casais, esta não é diferente e tem os conflitos dos irmãos dos nossos personagens principais também. Como a irmã do Fuse que tem que lidar com os sentimentos de sua melhor amiga que esta apaixonada por ela e do irmão do Tee que também se apaixonou por ela a primeira vista (o modo passado rola solto com este cara, rindo muito agora, vocês também vão entender quando assistir a serie). Mas ela não é 'Lesbica' e não quer magoar ninguém muito menos perder alguém querido para ela, tudo oque ela pensa é em seu vlog de cosméticos. Mas de-repente teremos a introdução de um personagem novo ao longo da serie, oque realmente promete em imaginações sugestivas para a segunda temporada, uma inclusão ou formação de mais um quadrado romântico na historia. Seu vlog faz muito sucesso, não é atoa que Fuse se tornou seu principal garoto propaganda. O uso de seus produtos são frequentes entre os meninos, oque dá muita graça a historia.



Quanto aos amigos do colégio foi bem sutil e gradativo o entrosamento de aceitação de uns com os outros, e por achar que a liberdade de gêneros na Tailândia é gritante sendo que homossexuais e transsexuais assumidos tem seu numero crescente a todo o momento, aliado ao fato de que os garotos tem colégios separados dos das garotas gerando uma convivência mais natural, proporcionando naturalidade e casualidade na evolução destes relacionamentos as vezes por pura curiosidade, vezes outra por uma pura ousadia de ser quem realmente é independente do mundo crítico a sua volta, bem é lógico que tem muita intolerância da sociedade e da família, mas em muitos casos não é algo que os faça rejeitar uma amigo pela sua opção sexual, reforçou bastante a força das amizades e também os preconceitos enfrentados por alguns, começando por suas famílias.
Oque encanta no tema é que estes amigos se mostraram muito presentes e peças chaves em muitos momentos, e não abandonaram alguém querido pela escolha sexual do mesmo.. e a meu ver ainda acho que alguns deles vão ter um destaque bem maior na segunda temporada. Provando que Lakorn também é vida e mostra a vida, é claro que as vezes romantiza ou extremiza bastante, como todo entretenimento nas telas, mas tendo discernimento você capta oque é valido e profundo em meio a diversão. Você vê que pode aprender muito com os roteiros e não deixar que situações se tornem tempestades desnecessárias em seu dia a dia..mas aliado a isto pode viajar e ser aquele personagem sem se preocupar com nada só com a diversão representado nas telas.


É interessante e gostoso ver a maneira que eles incorporaram seus patrocinadores a trama sem deixar a gente pensar que estava vendo um comercial a todo o momento. Eles falam bem e em toda a serie sobre eles, mas suas falas nos passam a ideia de que eles fazem parte ativa e precisa da trama em si. O que sinceramente deixa os merchandisings até um pouco divertidos ao longo dos episódios, mas não ache que estas propagandas tiram a qualidade dos atores nem altera drasticamente o contexto do drama em si, os merchans agregam-se ao tema principal,   unidas a algumas cenas do Fuse e sua peruca loira, e de seus amigos em tutoriais de como usar e aplicar os produtos cosméticos, dando espaço também para as propagandas do Oishi Gyosa que estão sutilmente agregadas a trama e sendo saboreadas sempre [deu até fome agora...risos...amo gyoza..risos again].



Dorm Conclusão final


Apesar de ser tiete do roteiro e do elenco, e achar a maioria das coisas fofas,  Make It Right: The Series nos fala muito sobre amizade, descobertas, decepções que podem leva-lo a caminhos inesperados e que por consequência podem e vão mudar sua vida por completo, mas que as vezes não serão tão ruins assim. Mostra também como os jovens podem ser inconsequentes nas suas experimentações de prazer até encontrar realmente seu caminho.  Make It Right: The Series Nos deixa com uma visão fresca e juvenil de um amor entre garotos e garotos, e garotas e garotas, nosso quase casal yuri da serie nos da uma visão inversa de como as garotas se sentem também. O que mais uma vez nos trás o pensamento crescente  de que  existem regras demais, correntes demais. Regras estas que mais limitam sua vida do que adiantam,  e que a sociedade é para se viver em conjunto não em inquisição constante. Se estes garotos querem experimentar é decisão deles sendo o convencional ou não..ai, ai opinião demais aqui, risos, sorry!!!

Bem Dorms esta foi mais uma resenha entusiástica do nosso blog, espero que tenham gostado pois gostei muito de faze-la e apesar de ser bem cheia de opiniões particulares em tudo, penso que ficou melhor assim, porque ser totalmente imparcial não deixa os outros perceberem a intensidade da estoria e quão interessante foi para você. E se uma sementinha curiosa for espalhada entre vocês já ficarei feliz, afinal oque achamos bom e interessante tem que ser compartilhado e dividido, neah?! Mesmo que não achemos algo tão agradável devemos compartilhar as vezes mais pessoas pensam como nós. Se vocês também tem algo a acrescentar sobre está serie deixe nos comentários e compartilhe com a gente para que outros também descubram este mundo maravilhoso dos lakorns e series da Tailândia, e conheçam mais sobre os yaois e yuris da vida, deixe nos comentários também oque acharam da nossa resenha, nos de um Feed, do que você achou, bye bye *_* Nos vemos na segunda temporada..em 2017...

Ufa...terminei.Vejo vocês logo mais


Dorm classificação: 

Onde encontrar:  Mahal Dramas; Yukiazu Fansub;




OST: Make it Right รักออกเดิน - กันอชิ




Trailer Oficial: Official Trailer Make it Right the series รักออกเดิน





Galeria Make It Right: The Series



11 comentários:

  1. Parabéns pela resenha, disse realmente tudo o que penso da série, mostrando mais uma vez a ousadia dos asiáticos nesses temas, o que tem nos proporcionado muita alegria com os dramas que as vezes, mesmo sem um final, porque as vezes as séries são canceladas, nos mostram que o amor é a ferramenta que mais move o mundo a nossa volta e que os romances BL não irão mais nos deixar. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado William Barros, que bom que consegui transmitir um pouco da beleza desta serie com este texto..agradeço a visita e espero que seja a primeira de muitas outras em nosso blog *_*

      Excluir
  2. Amei sua resenha. Disse tudo o que senti quando assisti a série. E, como você, estou ansiosíssima pela próxima temporada. Gosto muito de ver filmes e séries Yaoi. Esta semana vou começar a ver "Sotus". Já assisti "Addicted" e "Love Sick 1 e 2 (esta parei no ep 21, não achei o resto)" Você tem algum para me indicar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Sônia Swerts, que bom que consegui transmitir a fofura de toda a historia.. aqui tem algumas das series legendadas pelo Siwon fansubs, Mahal e Yukiazu

      Takumi-kun Series 1 ao 5
      Junjou Pure Heart
      Aozora no tamago series japan
      99 days The series thai
      Diary of tootsties thai
      Mr X and I series china
      Gray Rainbow thai
      Heirs From another Star chinese serie
      Homones seasons thai
      I Like You, Do Like Know? china
      My Best Gay Friends thai
      My Bromance The Series thai
      Room Alone Seasons thai
      Yndaixie Stret N .10 china
      Counter Attack/counter atack web series china
      Prince's Prince korean
      The lover korean drama

      Excluir
  3. Elaine Cris uma pergunta? Terá sim ou não uma 2 temporada de make it right?
    vi alguns teaser no YouTube me tira essa dúvida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno Araújo, desculpa a demora. Sim, tem uma segunda temporada confirmada, mas ainda não tem data fixa de estreia, sabemos que será este ano ainda, mas como nossos meninos estão em um frenesi de lakorns e viajens de promoção de seus talentos, ainda não sabemos a data correta de estreia, mas vai ter sim. *-* Obrigada por nos visita volte sempre.

      Excluir
    2. vc saber quantos casais vai ter na segunda temporada?

      Excluir
  4. Adorei seu bloque conta o resumo da histria muito bom adorei tudo que vc escreveu muito bom mesmo 👍👍👍

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada ROSIMEIRE LOUZADO LOUSADO, fico feliz que o blog e a resenha tenha agradado. Bem não sei ao certo, qtos casais fora os conhecidos terão a segunda temporada, também fiquei mais curiosa agora, kk...vou pesquisar..Mas em alguns lugares que li sobre o MIR deste ano parece que vão causar uma certa turbulência de triângulos amorosos tanto com garotos flores novos como com garotas cegas que são intrometidas, na relação dos meninos, kk Visite-nos mais vezes..e divirta-se com o blog...

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...